Get Adobe Flash player

Enquete

O que falta para o Brasil se tornar uma potência olímpica no atletismo?
 

Mural de Recado

elivan carneiro
16/10/2014 às 21h39
func publico
joao pessoa Pb

diga amigo gladson gostaria de desejar muita paz saude nao so pra vc como todos os seus familiares aproveito tb para parabenizar seu grande trabalho em prol do atletismo. Atenciosamente Elivan(ciclistaUltramaratonista natural de BananeirasPb residente em [...]

Ver recado completo »

Gladson conquista o quarto título brasileiro nos 3 mil metros com obstáculos.

Nos 400 m feminino, Geisa Coutinho confirmou sua condição de principal atleta brasileira na prova, ao vencer com 51.46. Juliana Santos, em sua segundo prova nos últimos dois anos, em que se afastou para ter seu primeiro filho (Miguel), ela conquistou o título nacional, com 2:05.20. Nos 3.000 m com obstáculos masculino, uma chegada impressionante, com Gladson Barbosa superando, por um centésimo, Hudson de Souza, seu ídolo.

HEDERSON - O campeão dos 400 m, o paranaense Hederson Alves Estefani (Brasil FC) também é Líder do Ranking Brasileiro dos 400 m com barreiras, com 49.71 (o índice olímpico é 49.18). "Estou muito feliz porque melhorei meu resultado e fui campeão do Troféu Brasil", disse o atleta de 20 anos, nascido em Curitiba. "A prova foi muito difícil e dei o meu máximo. Por isso, não posso lamentar ter ficado perto do índice." Ele é treinado por Luiz Alberto de Oliveira, coordenador das provas de pista do CNT Caixa/Sesi de Uberlândia (MG). "O Luiz é bastante exigente, mas os resultados dos treinos você vê na competição."

GEISA - No feminino, Geisa Coutinho (BM&FBovespa) conquistou o 3º título da prova do Troféu Brasil/Caixa em seguida, com 51.46, ficando a 29 centésimos do índice olímpico. "Estou tendo uma temporada difícil, com uma contusão no pé, que não me deixou dar uma sequência de treinamentos. Estou feliz com a nova vitória e porque melhorou meu tempo na liderança do Ranking", afirmou a fluminense de Araruama, que treina com Carlos Alberto Cavalheiro.

JULIANA - "Estou muito feliz por voltar ao Troféu Brasil e logo com uma vitória", afirmou Juliana (BM&FBovespa). "Quero agradecer a meu treinador, Adauto Domingues, que sempre acredita nas minhas possibilidades e não me deixa desistir", explicou a corredora, mulher de Marilson dos Santos, número 1 da maratona no País.

GLADSON - "Agora vou fazer os 5.000 m." A afirmação era de um exultante Gladson Barbosa (Pinheiros/Asics), vencedor, pela quarta vez, dos 3.000 m com obstáculos, no Ibirapuera. "Foi uma prova belíssima e eu venci, inclusive contra o Hudson de Souza (2º colocado), que sempre foi me ídolo na prova", finalizou o fundista.

Pódio

400 m masculino

1º Hederson Estefani (Brasil FC) 45.25

2º Anderson Henriques (Sogipa) 45.67

3º Pedro Burmann (Sogipa) 45.87

400 m feminino

1º Geisa Coutinho (BM&FBovespa) 51.46

2º Joelma das Neves (BM&FBovespa) 51.54

3º Jailma Sales de Lima (BM&FBovespa) 52.74

800 m feminino

1º Juliana Paula dos Santos (BM&FBovespa) 2:05.20

2º Christiane Ritz dos Santos (Pinheiros) 2:05.52

3º Tatiana de Araújo (Pinheiros) 2:05.55

3.000 m com obstáculos masculino

1º Gladson Barbosa (Pinheiros) 8:48.76

2º Hudson Souza (BM&FBovespa) 8:48.77

3º Celso Ficagna (BM&FBovespa) 8:52.98

Fonte: Cbat.