Get Adobe Flash player

Enquete

O que falta para o Brasil se tornar uma potência olímpica no atletismo?
 

Mural de Recado

elivan carneiro
16/10/2014 às 21h39
func publico
joao pessoa Pb

diga amigo gladson gostaria de desejar muita paz saude nao so pra vc como todos os seus familiares aproveito tb para parabenizar seu grande trabalho em prol do atletismo. Atenciosamente Elivan(ciclistaUltramaratonista natural de BananeirasPb residente em [...]

Ver recado completo »

Vitória de Giovani dos Santos e Gladson em suas respectivas provas.

Piracicaba - Mais de uma centena de atletas participaram da nona edição do Campeonato Brasileiro/Caixa de Corridas de Fundo em Pista 2013, realizado no Centro "Mario Mantoni" do Sesi, em Piracicaba, interior de São Paulo.

Em uma das provas mais aguardadas do dia, os 10.000 m masculino, participaram Marilson Gomes dos Santos, quinto colocado na maratona olímpica de Londres, Gilberto Silvestre Lopes, campeão da prova em 2012, e Giovani dos Santos, bronze nos 10.000 m no PAN 2011. Eles não decepcionaram e impuseram um ritmo forte logo no começo da disputa. (Fotos)

Marilson e Giovani revezaram na liderança até a última volta, quando em um sprint emocionante Giovani ultrapassou e venceu com 28:23.89. "A prova foi muito forte, corri pensando em fazer o índice para o Campeonato Mundial, e fiquei muito perto", disse Giovani. "Ainda tenho outras competições fortes pela frente e tenho certeza que vou conseguir fazer os 28:05.00", afirmou, se referindo a marca necessária para ir à Moscou.

Por outro lado, Marilson fez a prova pensando nas metas que estabeleceu para a temporada. "A prova foi boa, mas meu objetivo é me preparar bem para o segundo semestre, quando pretendo fazer uma maratona. Vou correr, ainda, os 10.000 m no Troféu Brasil, visando melhorar minha performance nas provas de rua", afirmou.

Nos 10.000 m feminino não foi diferente. A disputa foi acirrada desde a primeira volta entre Cruz Nonata, campeã de 2012, e Tatiele Roberta de Carvalho. Cruz, na metade do percurso, abriu e não pôde mais ser alcançada, vencendo com 32:46.96. "Fiz uma prova forte, buscando uma marca boa. Agora vou fazer outras provas para tentar o índice para o Mundial", afirmou (o índice é 31:41.91). Tatiele terminou na segunda colocação, com 33:19.43.

3.000 m com obstáculos - Na primeira prova da noite, Eliane Luanda, venceu pela primeira vez a Competição, com 10:20.13. "Essa prova é importante para entrar no Ranking e assim poder participar do Troféu Brasil, em junho. Estou satisfeita com o resultado", disse a atleta.

Na versão masculina da prova, Gladson Barbosa venceu pela quarta vez a competição (2009, 2010, 2012 e 2013). Este ano completou a corrida em 8:47.78. "A prova foi boa. Agora quero me preparar para o Troféu Brasil", disse o atleta.

PÓDIO

3.000 m com obstáculos feminino
1º Eliane Luanda Pereira (EC Rezende) 10:20.13
2º Sabine Heitling (UNISC) 10:25.96
3º Erika Oliveira Lima (Pinheiros) 10:30.71

3.000 m com obstáculos masculino
1º Gladson Barbosa (Pinheiros) 8:47.78
2º Jean Carlos Dolberth (Centro de Excelência Sertanezina) 8:48.75
3º André Alberi de Santana (BM&Fbovespa) 8:48.75

10.000 m feminino
1º Cruz Nonata da Silva (BM&FBovespa) 32:46.96
2º Tatiele Roberta de Carvalho (Orcampi/Unimed) 33:19.43
3º Andrea Aparecida Hessel (Pinheiros) 34:30.93

10.000 m masculino - Série A
1º Giovani dos Santos (Pé de Vento/Caixa) 28:23.89
2º Marilson Gomes dos Santos (BM&FBovespa) 28:24.20
3º Joilson Bernardo da Silva (BM&FBovespa) 29:10.45